Confira nossa humilde avaliação de Vingadores – Guerra Infinita e desde já alertamos sobre possíveis spoilers.

Os filmes da Marvel se tornaram mais do que eventos cinematográficos, mas sim megaeventos da cultura pop.

A cada novo longa, eles aumentam ainda mais o grau de excelência do trabalho anterior, o que é impressionante para um estúdio relativamente novo.

Tudo começou em 2008, quando Robert Downey Jr, até então um pária do cinema americano, vestiu o traje do Homem de Ferro pela primeira vez e a mágica começou a acontecer.

Na comemoração de 10 anos do início da história do Estúdio Marvel nos cinemas, é lançado Vingadores – Guerra Infinita.

E não podia haver melhor forma de celebrar: o longa é um colosso, maior que qualquer outra coisa vista desde Avatar, no já distante 2009.

É um épico puro, emocionante, chocante e empolgante em igual medida e não exatamente nesta ordem.

Neste artigo, vamos explicar o que torna esse filme tão grandioso.

A jornada de Thanos

O primeiro choque veio ao perceber que o verdadeiro protagonista não são os Vingadores, mas sim seu vilão, Thanos (Josh Brolin).

Ele, que vinha aparecendo apenas de relance em algumas das produções, surgiu com força total e já ocupa um lugar de destaque no imaginário dos fãs.

Não só de filmes de super-heróis, mas na cultura pop, em lugar comparável ao de Darth Vader.

Mas é bom esclarecer: Vader continua o maior vilão de todos os tempos.

Foi uma decisão inteligente dos diretores Anthony e Joe Russo: tirar o foco da jornada épica dos Vingadores e voltar as atenções do público para as motivações do Titã Louco.

Isso humaniza o personagem, ao mesmo tempo em que deu força a suas atitudes. Apesar de reprovar totalmente suas razões, o público as entendeu como em poucos casos no cinema.

A saga de Thanos está longe de terminar. É possível acreditar que vimos apenas o começo.

Apesar de, nesse primeiro filme, termos acompanhado o desfecho de sua ideia de acabar com a metade do Universo, a última cena do longa demonstra que ainda o veremos bastante na próxima parte.

E a promessa é de que na segunda parte do filme, Vingadores 4 que ainda não tem um título definido, a ser lançada em 2019.

Essa relação será estreitada, mas com um protagonismo maior da equipe de super-heróis, visto o que houve com eles no fim de Vingadores – Guerra Infinita.

 

As teorias acerca dos super-heróis em Vingadores – Guerra Infinita

O grande choque de Vingadores – Guerra Infinita foi a sua resolução: boa parte deles foi dizimada pelos planos de Thanos.

O mesmo conseguiu atingir seu objetivo e eliminar metade da população do Universo. Muita gente ainda duvida que realmente morreram.

Afinal, é impossível pensar no próximo filme sem Homem-Aranha (Tom Holland), Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch), quase todos os Guardiões da Galáxia.

Uma das teorias mais aceitas é a de que, na verdade, a alma de todos eles está armazenada na Jóia da Alma, que está na Manopla do Infinito na mão de Thanos.

Essa é uma vertente interessante para quem acredita que não faz sentido eliminar definitivamente boa parte dos heróis, que são uma parte importante – diria até vital – da continuação da história.

A experiência diz que não se deve acreditar em tudo que vemos na tela, já que, com um truque no roteiro, tudo pode mudar.

Outra vertente acredita que, quando o Doutor Estranho diz “vi um milhão de possibilidades, e em apenas uma nós ganhamos” ele pode ter enxergado justamente as ações do Homem-Formiga (Paul Rudd) no Mundo Quântico.

Este fato é melhor explorado em seu recente filme solo, Homem-Formiga e a Vespa.

Quem viu o filme entende que esse pode ser um caminho empolgante para resolver o impasse de Vingadores – Guerra Infinita.

Quem consegue entrar e dominar o Mundo Quântico pode voltar e alterar o passado.

Mas, na ponta do lápis, tudo isso é especulação.

O que importa, nesse momento, é que Vingadores – Guerra Infinita se tornou tão grande que seu impacto na cultura cinematográfica não pode ser negada.

 

As escolhas de seu roteiro e a direção absurdamente segura para um projeto dessa magnitude trouxeram um novo patamar de qualidade não só para os filmes da Marvel, mas para todos.

Em geral, é o tipo de filme que quanto mais se assiste, mais quer ver de novo para absorver detalhes e caçar os famosos easter eggs.

Que podem resolver o maior enigma cinéfilo da atualidade: e agora, o que será dos Vingadores?

Se você assistiu ao filme, tem sua própria teoria sobre o que pode acontecer no próximo filme, deixe aqui seu comentário.

Deixe um comentário

Por favor, coloque seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui